22.08.2012
Manutenção da aposentadoria dos advogados paulistas teve articulação de Mentor

Graças a acordo articulado pelo deputado José Mentor (PT-SP), a Assembléia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, em maio de 2009, emenda ao Projeto de Lei 236/09 que impediu a extinção imediata da carteira de previdência dos advogados paulistas, vinculada ao Instituto de Previdência de São Paulo (Ipesp).

Com a aprovação da emenda, assinada por todos os líderes partidários, o pagamento de aposentadorias e benefícios relativos à carteira cessarão somente após atender integralmente o último beneficiário. “A extinção da carteira será feita respeitando os direitos adquiridos e de quem têm expectativa de direito, solucionando um problema que atingiria perto de 40 mil advogados. Pessoas que contribuíram para a Previdência por muitos anos acreditando que o Estado lhes daria garantia”, explica Mentor.

“Passamos de uma situação em que a carteira seria extinta em um só dia, com um rateio de contas que sequer atenderia os atuais três mil aposentados, para uma extinção progressiva, com ajustes na carteira que permitirão cumprir as suas obrigações com o último beneficiário”, detalha o deputado.